Rumo a regulamentação de nosso cargo!!!

Mesmo após a LDB/1996 (Lei de Diretrizes e Bases da Educação) e o PNE/2001 (Plano Nacional de Educação), quando as creches deixaram de ter um caráter assistencialista e passaram a ser consideradas a primeira etapa da educação básica, onde quem trabalha em contato diretamente com as crianças é o professor e necessita ter a formação mínima em nível médio na modalidade normal para estar em sala de aula, muitos municípios continuaram a fazer concursos com a exigência de apenas nível fundamental ou médio, com nomenclaturas como auxiliar de recreação, berçário, auxiliar de creche, pajem, entre outras até os dias de hoje e como resultado disso exercemos atividades de docente, pois as creches de fato fazem todo o trabalho pedagógico, porém temos salários e direitos bem inferiores aos dos professores, mesmo tento a qualificação exigida por lei.

Convocamos aos ainda erroneamente chamados auxiliares, pajens, monitores, entre outras denominações a caminhar pela criação de nossa verdadeira identidade que é a de Professor de Educação Infantil, em muitos municípios profissionais como nós já conquistaram seus direitos agora é a nossa vez.

domingo, 26 de setembro de 2010

AS SÍNDROMES QUE ACOMETEM OS AUXILIARES DE CRECHES

Esta postagem foi retirada do Orkut dos Agentes Auxiliares de Creche I e II do município do Rio de Janeiro feita pelo nosso amigo Antônio, uma pessoa extremamente inteligente e de muito bom humor, resolvemos postá-la aqui, pois infelizmente em Angra dos Reis e com certeza em muitos outros municípios do país inteiro estão super lotadas desses Auxiliares acometidos dessas patologias malíguinas que precisam urgentemente serem exterminadas.

Muito legal,vejam só:

Caros colegas, infelizmente as síndromes que afetam os AACs estão de volta e, mais fortes do que nunca.


SÍDROME DE GABRIELA:

O AAC acometido da síndrome de Gabriela sofre de paralisia de pensamentos, ideais e iniciativa, tem pavor de mudanças e vive cantarolando a enfadonha música de Jorge Amado que ficou famosa na voz de Gal Costa:

"Eu nasci assim, eu cresci assim
Eu sou mesmo assim
Vou ser sempre assim
Gabriela, sempre gabriela
Eu sou sempre igual, nao desejo mal
Amo o natural, etecetera e tal
Gabriela, sempre gabriela"



SÍNDROME DE PINÓQUIO, O BONECO DE MADEIRA

O AAC acometido de tal síndrome se sente um boneco de madeira incapaz de pensar ou de qualquer tipo de reação humana, inclusive o raciocínio.
Assim como Pinóquio, o portador dessa síndrome acredita que só através da Fada Azul (Márcia Nunes) se tornará humano, respeitável e Professor.


SÍNDROME DE BRANCA DE NEVE

O AAC vive num mundo de fantasia e de felicidade infinita, chamado Reino do Comodismo, acredita que sua Diretora, Adjunta e PA são na verdade Bruxas malvadas que querem fazê-lo dormir o sono da ignorância.


SÍNDROME DA NOVELA CAMINHO DAS ÍNDIAS


O AAC portador dessa síndrome após assistir a novela "Caminho das ìndias" passa a acreditar que o Magistério Carioca é divido em castas e que ele (AAC) pertence à casta dos intocáveis (concursados de nível fundamental). O AAC não se julga digno de pertencer à casta dos Professores de Educação Infantil.
O AAC acometido por essa síndrome mesmo sendo portador do diploma de Pedagogia não aceita qualquer tipo de argumento contrário, mesmo que se diga que não vivemos na Índia e que ele é Educador sim.
O doente passa a acreditar que a Deusa pagã PCRJ será capaz de torná-lo digno de trabalhar 4,5 horas por dia e torná-lo da casta mais alta (PEI).


Mas ele indica um tratamento eficaz para combater essas doenças infernais que atrapalham e muito na saúde perfeita da Educação Infantil, pois quando estamos acometidos de patologias é muito importante estarmos sempre com pensamento positivo e lançarmos mão do medicamento correto para sermos curados.


O melhor remédio para todas essa síndromes é a INFORMAÇÃO!
Devemos ler e interpretar a LDB, o PCN, e vários textos que dizem respeito a nossa categoria e a nossa prática que é a Educação.


Márcia Nunes também chamado por ele de Fada Azul diz o seguinte:


Isso tem cura???? Haja paciência, mas tudo tem seu tempo e aos poucos TODOS estarão sendo cada vez mais informados de que devemos nos VALORIZAR SEMPRE E PENSAR SOZINHOS SEM ESTAR CONECTADO À CABEÇA DE OUTRAS PESSOAS.

A CURA DESSA SÍNDROME É A INFORMAÇÃO E CORAGEM, DE SE LEVANTAREM E VIR CONOSCO EM BUSCA DA NOSSA VALORIZAÇÃO.

FORMAMOS UMA BARREIRA, DEPOIS DE TANTAS "CHICOTADAS" APRENDEMOS A NOS PROTEGER MUTUAMENTE E O SOFRIMENTO NOS UNIU.

Auxiliares de Recreação de Angra dos Reis-RJ, isso tudo está acontecendo aqui bem pertinho, no município do Rio de Janeiro, BRASIL!!!!!!!

VAMOS ACORDAR?

6 comentários:

Anônimo disse...

KKKKKKKKKKKKKKKKKKKK, infelizmente tenho q rir para não chorar, pq senão entro em depressão, já que estas sindromes são verídicas e tem muitos auxiliares de recreação e berçário acometidos por elas.

Anônimo disse...

As creches de Angra com certeza são verdadeiros laboratórios; se analizar os bem funcionários encontrarão inúmeras síndromes.
Melhor não arriscar...

Anônimo disse...

As sídromes mais presentes nos Aux. de Angra é o da Gabriela rsrsr...muito bom, dei muita risada.

supertony3914 disse...

Infelizmente estas síndromes são mais sérias do que parecem.
A única forma de vercermos estas síndromes é nos mantendo informados sobre a LDB e demais notícias sobre a Educação.

Eliane disse...

Maravilhosa interação entre os auxiliares de creches de municípios diferentes de nosso país.

Concordo que o remédio para todas estas síndromes e outras mais que acometem os profissionais de EI é o conhecimento,a leitura e estudo dos:
DOCUMENTOS IMPORTANTES

* LEI DE DIRETRIZES E BASES DA EDUCAÇÃO NACIONAL
* PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO
* PLANO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO DO RIO DE JANEIRO
* POLÍTICA NACIONAL DE EDUCAÇÃO INFANTIL
* PARÂMETROS NACIONAIS DE QUALIDADE PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL volume 1
* PARÂMETROS NACIONAIS DE QUALIDADE PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL volume 2
* REFERENCIAL CURRICULAR NACIONAL PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL volume 1
* REFERENCIAL CURRICULAR NACIONAL PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL volume 2
* REFERENCIAL CURRICULAR NACIONAL PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL volume 3

NESTOR BORDINI disse...

Companheiro esta de parabens esse bogger da uma verdadeira aula sobre a educação infantil no Brasil sua responsabilidade em retratar toda a história e ainda link sobre a legislação é oportuno ainda salientar que é fonte de pesquisa para o assunto pois somente apos a cf/88 que o Brasil chamou para si a responsabilidade sobre ainfancia e adolecencia parabens pela iniciativa de constituir esse blogger.