Rumo a regulamentação de nosso cargo!!!

Mesmo após a LDB/1996 (Lei de Diretrizes e Bases da Educação) e o PNE/2001 (Plano Nacional de Educação), quando as creches deixaram de ter um caráter assistencialista e passaram a ser consideradas a primeira etapa da educação básica, onde quem trabalha em contato diretamente com as crianças é o professor e necessita ter a formação mínima em nível médio na modalidade normal para estar em sala de aula, muitos municípios continuaram a fazer concursos com a exigência de apenas nível fundamental ou médio, com nomenclaturas como auxiliar de recreação, berçário, auxiliar de creche, pajem, entre outras até os dias de hoje e como resultado disso exercemos atividades de docente, pois as creches de fato fazem todo o trabalho pedagógico, porém temos salários e direitos bem inferiores aos dos professores, mesmo tento a qualificação exigida por lei.

Convocamos aos ainda erroneamente chamados auxiliares, pajens, monitores, entre outras denominações a caminhar pela criação de nossa verdadeira identidade que é a de Professor de Educação Infantil, em muitos municípios profissionais como nós já conquistaram seus direitos agora é a nossa vez.

segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

Há professores e professores.

Comentários retirados da postagem "Professores de Educação Infantil" no Blog Transparência Angra:

Docente I disse...
"Boa sorte a todas!!!Tomara que vocês consigam e abram precedente para nós podermos receber como docenteII, afinal de contas,sabíamos que lecionaríamos disciplinas integradas...e se vocês conseguirem,com certeza iremos conseguir tb...Vcs sabiam de suas atribuições.Sabiam que o grosso ficaria com vcs...Sabiam que os cuidados seriam da responsabilidade de vcs...O PEDAGÓGICO É NOSSO!!...não há como mudar ,a não ser através de estudo(formação) e concurso.Estudem!Qualifiquem-se!Façam concurso e passem no próximo!!" 17 de janeiro de 2010 13:35

"Que linguajar inapropriado!!Fico imaginando o que vcs estão ensinando(ensinando modo de dizer..?pq VCS NÃO SÃO PROFESSORAS!!!!) às nossas crianças.Vcs perderam o rebolado,hein meninas?Prestem bem atenção:não vou me prolongar mais nesta discussão.Vocês estão tomando um ATALHO que gera incômodos em todos os DOCENTES...NÓS ESTUDAMOS,NÓS PASSAMOS E O MELHOR DE TUDO...TIVEMOS AUMENTO!!!Eu poderia descer ao nível de vcs e dizer que não precisamos trocar nenhuma fralda...mas não vou fazê-lo.Seria muita baixaria...BRIGUEM POR EQUIPARAÇÃO SALARIAL E CORRAM ATRÁS DE UMA FORMAÇÃO." 17 de janeiro de 2010 23:44


Lamentamos sua ignorância!!! Acreditamos que esta posição preconceituosa seja somente sua, não fale em nome de todos os docentes, pois desta forma você os envergonha. Nós não queremos tomar o lugar de ninguém, muito menos do docente I que não fez concurso para trocar fraldas, quem faz isto é o "PROFESSOR DE EDUCAÇÃO INFANTIL", como demonstramos na postagem"Atribuições do Professor de Educação Infantil". Nós já recebemos para CUIDAR, mas está faltando nossa remuneração por educar as crianças, visto que é impossível alguém ficar sete horas dentro de uma sala de aula, e não participar diretamente na educação de nossas crianças.
Como já estamos cansados de repetir, CUIDAR E EDUCAR quando se trata da Educação Infantil, são INDISSOCIÁVEIS, muitos municípios já entenderam isto (como já citamos aqui no blog) e concederam aos seus profissionais o devido respeito, reconhecimento e valorização.

Não entendemos por que tanto ódio e revolta com a nossa luta, não entendemos em que a nossa valorização irá te prejudicar! Às vezes pensamos que você não pode ser uma docente I, pois nós educadores temos o dever de ensinar nossas crianças a serem cidadãos e respeitarem o direito dos outros.

19 comentários:

Anônimo disse...

Minha nossa, nem aqui no Rio vi tamanho preconceito, e olha que nem da pra comparar o número de professores com os de vocês aí.Tomara que estas palavras duras esteja dando mais forças pra vocês seguirem em frente

Leomárquia disse...

Pessoal visitem o orkut dos Agentes Auxiliares de Creche no Rio e vcs verão que lá também existe o preconceito, não com tanta violência, mas existe.Este espaço é muito bom, pois de agora em diante ninguém poderá dar desculpa de que não sabe de nada, poderemos falar a mesma língua.Unidos seremos fortes!

Beto disse...

E como ficam os professores que atuam hoje nas creches após o reconhecimento de vocês? fiquei curioso.

Tia Ane disse...

Temos é que orar muito por esta mulher, para que ela se liberte dos espirítos malignos que a rodeiam.

Anônimo disse...

Gente, os docentes não estão nem se incomodando com os auxiliares, eles trabalham em sua imensa maioria em escolas, quantos são os das creches? 10,20,30?no máximo!!!são uma dúzia de gato pingado, como disse nossa amiga, o GROSSO dos docentes está fora das creches, convoquem eles para lerem o blog de vocês, é bem capaz deles apoiarem vocês.
Uma boa noite

Paty disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

E deixe que o grosso é com a gente mesmo, vc não precisa se preocupar que não vai sobrar pra vc limpar bumbum de nenêm.

Professor(a) disse...

Geste basta!!! Não vamos ficar perdendo tempo respondendo os desvaneios desta mulher, vamos focar em nosso objetivo.

Marcia disse...

Amigos, não se preocupem, vamos ver pelo lado positivo deste comentário desta infeliz pessoa, que é covarde e não se identifica, pois quando fomos ofendidos na comunidade dos rpofessores eu e muitos aqui, entramos com as nossas caras na comunidade deles e respondemos a altura.

Posso dizer uma coisinha a vcs? Eu amei o destempero desta infeliz e recalcada professora, isso é um sinal que estamos incomodando e muito, mostra que estamos em evidência e eles sabem que não somos leigos e que temos embasamento, se não, não teríamos apoio dos M.P. e seus promotores.
Esses professores que demonstram esse descontrole, que são a minoria, mostram claramente seus desesperos, pois sabem que a Educação Infantil é muito mais importante do que qualquer outra fase educaional do indivíduo, é a base de tudo e em vários paises bem desenvolvidos é a classe mais bem paga e importante de toda a educação.

Escrevam e gravem bem o que estou "afirmando": Um dia vcs verão que os futuros concursos para este cargo serão os mais disputados e quem sabe eles que estão tão preocupados conosco, tenham uma chancezinha de ser tornarem Professores da Educação Infantil, pois para virem para o nosso cargo terão que prestar concurso, isso após o nosso reconhecimento, pois antiguidade é direito conquistado ao posto.

Beijos e vamos rir dessa pessoa covarde.
Brasil, mostra sua cara!!!!

Anônimo disse...

Querem um TREM DA ALEGRIA, NÉ?

VÃO ESTUDAR, MINHA GENTE!

DEPOIS RECLAMAM DOS POLÍTICOS QUE SÓ FAZEM MUTRETAS!

Professor(a) disse...

Você chama de trem da alegria? eu chamo de "adequação à legislação" se os políticos consertarem este engano(pra não dizer outra coisa)que os organizadores deste concurso e do anterior também fizeram, será uma das poucas vezes que não estarão fazendo mutreta.Procurem os culpados, com certeza não fomos nós.
Um abraço e volte sempre, estamos adorando a visita de vocês, nos alegra e fortalece.

ADRIANO disse...

Chego a conclusão que este anônimo das 20:40 tem um atraso mental, ele não consegue entender nada das postagens deste blog. Ah coitado!

Priscila disse...

Quanta ignorância heim anônimo, ignora todo o embasamento que apresentaram aqui neste blog e faz acusações infundadas.

Karen disse...

Será que esta pessoa pensa que todos os auxiliares do Brasil inteiro estão loucos?se fosse só em Angra tudo bem, mas é o Brasil t o d o! acorda do seu sono profundo.

Jú disse...

Ihhhhhhhhhhh gente!!! Não liga não deve ser aquela docente I atordoada, que em vez de buscar conquistas para sua categoria fica querendo atrapalhar a conquista dos outros. È existem pessoas que têm prazer e se sentem vitoriosas com a desgraça alheia.

SAI DO MEU PÉ, CHULÉ!!!!!!

Kacá disse...

Acho engraçado,estes município erraram feio fazendo o concurso sem exigir o magistério, passaram como um trator por cima da LDB, da Política Naciona de educação etc...e agora? o que vão fazer?demitir os funcionários?desviar de função não pode, pois o edital dizia que era para trabalhar com crianças de 0 a 5 anos! a solução só pode ser:capacitar os que estão de forma irregular, fazer o equadramento, e não errar mais!!!!não é só Angra não, são muuuuuitos municípios na mesma situação, estava tudo muito bom, até que o povo acordou, o leite foi derramado, ninguém mais aceita trabalhar de graça.

Anônimo disse...

O que estes municipios vão dizer, que não sabiam da legislãção?não é possível que as pessoas que estão de frente da secretaria de educação não conheçam as leis da educação!

DOCENTE I disse...

"Lamentamos sua ignorância!!! Acreditamos que esta posição preconceituosa seja somente sua, não fale em nome de todos os docentes, pois desta forma você os envergonha."

VOCÊS AGORA ENTENDERAM O QUE EU ESTAVA DIZENDO?OU SERÁ QUE PRECISAREI DESENHAR PARA VCS?
O PEDAGÓGICO É NOSSO!!!!
A RECREAÇÃO É DE VCS.
VOLTAREI QUANDO VCS ACEITAREM ESTA CONDIÇÃO.
UM ABRAÇO DOCENTE I QUE NÃO PENSA DESTA FORMA SOZINHA,COMO VCS PUDERAM SENTIR NA REUNIÃO...

Professora disse...

Pedimos por gentileza que os Auxiliares de Berçário e Recreação não percam tempo respondendo aos devaneios desta suposta docente I, temos que focar em nossos objetivos, pois temos embasamento legal pra isso, já que ela se faz de cega, ou será retardada? Não compreende um palmo do que está na frente de seu nariz.